Já imaginou fazer trilha com seu cachorro? Separamos algumas dicas pra você

Sair da rotina, respirar ar puro, pisar na terra e se conectar com a natureza é uma delícia, e ao lado dos nossos amigos de quatro patas é ainda mais especial.

O contato com a natureza é extremamente benéfico aos cães, e se aventurar com a gente é algo que eles amam. Mas não é só sair por aí entrando na mata em busca de aventuras, alguns cuidados são indispensáveis na hora de trilhar com seu peludo.

Trouxemos algumas dicas valiosas para te ajudar a planejar muitas aventuras!

COMO ESCOLHER O ROTEIRO IDEAL

A primeira coisa é definir o roteiro, para onde irão e quanto tempo vai durar.
Em viagens que incluam hospedagens, obviamente é necessário verificar com o hotel, pousada ou imóvel que será alugado, se aceita animais. Lembre-se sempre de informar a raça, porte e quantidade de animais, para confirmar que não existem restrições, pois alguns locais aceitam apenas cães de pequeno porte ou não aceitam vários cães por exemplo. No portal da Turismo 4 Patas você encontra muitas opções de hotéis e pousadas pet friendly.
Além de escolher a hospedagem pense em quais serão os passeios que vocês farão e verifique com cada um se é possível ter a companhia do seu peludo. Planeje antecipadamente onde serão as refeições, as paradas na estrada e todos os lugares que pretende visitar.

No Brasil. a maioria dos parques estaduais e nacionais não permitem a entrada de cães, pois são reservas nacionais, então faça contato com o local antes de sair de casa para verificar, ok?

Muitas trilhas encontram-se propriedades privada, como parques, fazendas, sítios e campings, e podem ser ótimos locais para visitar com seu peludo, pois muitos deles aceitam animais. Mas novamente, sempre entre em contato com o local para confirmar antes de pegar a estrada.

Existem alguns hotéis e pousadas especializados em receber nossos peludos, onde os cães não são apenas aceitos, são o foco da diversão. Como a Pousada Gaia Viva em Igaratá-SP e a Pousada Le Ange no RJ.

Verifique sempre se a distância que irão caminhar e o nível de dificuldade estão adequados a você e ao peludo. Cães sedentários ou que praticam pouca atividade física devem começar sempre com roteiros curtos e fáceis, comece com pequenas distancias e vá aumentando gradualmente as distâncias e intensidades.

Lembre-se que obstáculos fáceis para nós, como pontes de grades, caminhar sobre espaços estreitos ou cruzar um rio com água nos joelhos, podem ser muito difíceis e perigosos para alguns cães. Procure levá-lo apenas a locais que você já conhece ou que já seja adaptado para receber cães.

Mantenha os check-ups veterinários em dia e sempre certifique de que seu animal está bem de saúde antes de se aventurar.

AVENTURAS EM GRUPO OU INDIVIDUAIS

Esta escolha depende do seu perfil, e do cão, e das preferências de vocês. Alguns (cães e pessoas) preferem a animação dos passeios em grupos, outros preferem o sossego de uma caminhada no silêncio.

Passeios em grupo são animados e podem ser uma ótima opção para cães (e pessoas rsrs) socializados e que gostem de estar com outros cães. Antes de participar de uma trilha ou viagem em grupo com seu cão certifique-se de que ele gosta de estar em contato com outros cães e pessoas desconhecidas, que não demonstra medo ou agressividade, e que sente-se confortável em grupos. Uma boa dica é começar visitando parques com espaços para cães, assim você observa o comportamento do seu cão e ele vai se acostumando aos poucos.

Participar de eventos e viagens especialmente planejados para grupos de cães tem muitas vantagens, as trilhas já foram testadas e adaptadas, você conta com monitores de apoio especializados em comportamento animal, recebe toda orientação e apoio necessário antes e durante o passeio e ainda faz novos amigos! Não é demais?

Algumas empresas são especialistas em aventuras caninas e oferecem roteiros totalmente desenvolvidos para os cães. Recomendamos a Cãomigo e a Turismo 4 Patas.

Cuidado com grupos onde nem todos estão acompanhados de cães, nem todas as pessoas gostam de cães, alguns têm medo, alergias e até fobia, é fundamental respeitar o espaço das outras pessoas, e essa obrigação é sua, seu animal não tem como saber disso. Atenção também com crianças, as crianças tendem a ter um toque mais forte que nós adultos e podem até mesmo puxar os pelos ou o rabo do animal, por outro lado nem todos os cães gostam de crianças, podem tentar roubar comida da criança (é mais fácil, está mais baixo) e até mesmo sem perceber um cachorro pode correr e atropelar uma criança, e tudo isso pode causar acidentes. Todo cuidado é pouco!

OBSERVE SEMPRE SEU ANIMAL

Observar a natureza é maravilhoso, mas nada de se empolgar tirando fotos e esquecer do peludo hein? É muito importante estar o tempo todo atento ao seu animal, observar os sinas corporais (recomendo estudar sobre linguagem canina – tem muito conteúdo bom na internet) para saber se ele está confortável e feliz na situação, observe se ele não está com medo, não sente-se ameaçado ou mesmo cansado. Se perceber que ele está desconfortável em alguma situação ajude-o, é sua função cuidar e proteger.

CUIDADO COM DIAS QUENTES

Dias de verão são lindos e perfeitos para um passeio no mato, certo? Bom, nem sempre!

Os cães são bastante sensíveis ao calor e a hipertermia (aumento da temperatura corporal) é bastante perigoso. Procure fazer atividades nos horários mais frescos do dia, procure por trilhas com bastante sombra e se possível com bastante água para se molhar e refrescar. Evite percursos longos, no calor trilhas curtinhas e bastante banho de rio, ou lago, é o ideal.

Cães de focinho achatado (braquicefálicos) requerem atenção redobrada. Devem sempre devem fazer percursos curtos e apenas em dias frios, no calor nem pensar, ok?

O QUE LEVAR

Uma mochilinha de trilha para você e para seu cão é sempre necessário, mas deve ser leve e confortável para não incomodar e atrapalhar o passeio. E caso você não tenha alguma delas, você pode alugar aqui na Aluga trip, nós temos mochilas de trilha para você e para seu amigo peludo disponíveis para alugar.

Carregue sempre (SEMPRE!) água fresca e ofereça frequentemente para seu cão, hidratação é fundamental!

Os cães devem permanecer o tempo todo de coleira com identificação. Mesmo em locais onde seu cão possa ficar solto e aproveitar para correr tenha sempre em mãos a guia para prendê-lo quando necessário.

Carregue sempre um kit de primeiros socorros básico e tenha sempre um plano de emergência. Em qualquer viagem, ou mesmo passeio curto, é fundamental ter contato de clínicas veterinárias mais próximas. Desejo que nunca precisem, mas se precisarem é importante estar preparado.

NÃO ESQUEÇA O REPELENTE

Os animais fazem parte da natureza, inclusive aqueles bichinhos chatos e desagradáveis, como pulgas, carrapatos e mosquitos. Existem várias formas de proteger seu animal sem ter que abrir mão da diversão, como coleiras, comprimidos, pipetas e sprays, que podem ser usados sozinhos ou associados. Cada animal se adapta melhor a um tipo de produto, o que funciona para o cachorro do seu amigo pode não ser a melhor opção para o seu, consulte sempre seu veterinário para lhe auxiliar a escolher a melhor opção para o seu animal.

Se precisar de ajuda para programar sua auventura, ou estiver procurando um passeio animado para participar, fale com a Cãomigo, eles estão sempre prontos para ajudar!

DIVIRTA-SE

Tudo pronto, tudo preparado, agora é só curtir!!!Desligue da rotina, desconecte-se da internet, ouça a natureza, tire os sapatos, pise na terra, deite na grama, curta a natureza e o seu peludo. Sorria, relaxe, ame, viva!

Crédito: Sharlene | Cãomigo

Um comentário em “Já imaginou fazer trilha com seu cachorro? Separamos algumas dicas pra você

  1. Sharlene Irente Saito diz:

    Ao lado dos nossos peludos tudo fica mais divertido! 🙂

Comentários não permitidos.