A experiência de viajar de Buser e que tipo de bagagem levar!

Que o pessoal aqui da Aluga trip adora viajar e desbravar esse mundão já não é novidade pra
ninguém, mas na nossa última ida ao Rio de Janeiro a trabalho resolvemos ir de Buser e testar
a plataforma de fretamento colaborativo que está mudando o mercado de viagens de ônibus,
afinal, a gente adora serviços colaborativos que vem pra sacolejar o mercado tradicional e
econômica compartilhada é com a gente mesmo 
A compra das passagens foi tudo muito simples, sem burocracia, feito em pouco minutos pelo
próprio app e o mais legal é que a primeira viagem foi totalmente grátis.
No dia da viagem, recebemos todas as informações certinhas por e-mail e no próprio app, a
única coisa, é que chegando lá na Rodoviária Tietê o app te mostra um caminho longo pra
chegar na entrada do local onde eles montaram uma plataforma Buser, que fica dentro do
estacionamento ao lado da rodoviária, mas na verdade, é só sair da rodoviária sentido Av.
Voluntários da Pátria a esquerda e entrar em uma ruazinha logo a direita, que é praticamente
um atalho para o local, e pronto, você já está na tal plataforma.

Chegando lá tem vários ônibus com plaquinhas ou letreiros digitais informando o destino e o
horário, você mesmo tem que procurar o seu e ver se confere com as informações que
recebeu no app e esperar pra embarcar, a escolha da poltrona é feita na hora pelos próprios
passageiros, por ordem de chegada.

Tanto na ida quanto na volta, ambos os ônibus saíram pontualmente no horário.
Como faríamos uma viagem longa de aproximadamente 6 horas e durante a noite, pegamos um leito, tínhamos direito de levar cada um uma mochila/mala e uma bagagem de mão.
Fomos cada um com uma mochila cargueira, a qual guardamos no “porta malas” do ônibus e embarcamos com mais uma mochila de 30L de mão com nossos pertences mais importantes.
O ônibus é extremamente confortável, acontece que a opção leito pra quem vai na parte debaixo do ônibus, que foi o nosso caso, não tem bagageiro e também não pode levar nada nos pés, pois se houver alguma intervenção policial, é possível tomar multa, acabou que a nossa mochila de mão de 30L, que não é tão pequena, teve que ir no meio das nossas pernas ou dividindo o banco com a gente, então, a dica é levar uma mochila cargueira para ir no porta malas e uma mochilinha de ataque o menor possível, dessas que você pode alugar aqui na Aluga trip, para ir com você, assim não te incomoda caso você vá na parte sem bagageiro e você aproveita pra usar no dia-a-dia da viagem. Já no leito na parte de cima do ônibus tem bagageiro normal.

Ao chegar no Rio de Janeiro, a parada é feita em um posto de gasolina, na Av Beira Mar, a estrutura deles é bem menor que a nossa aqui em SP, não tem nenhuma identificação de ser uma parada de Buser ali como a que você vê de longe quando chega na Tietê em SP, mas é possível descer tranquilamente e bem próximo já ficam vários táxis ou Uber esperando passageiro chamar.
A experiência da volta foi bem similar, uma vez que já sabíamos como funcionava, mas sem dúvida gera um pouco de estranheza à aqueles que gostam das coisas mais explicadinhas e tudo muito bem claro.
O nosso leito dessa vez foi na parte de cima, que inclusive chacoalha bastante, então mesmo sem bagageiro nós indicamos ir na parte debaixo, preferimos ir com uma mochila de ataque no colo, ou no meio das pernas, do que ir sacolejando a viagem inteira na parte de cima. 
A única coisa que nos deixou bastante chateados na volta foi que ao chegar em SP de novo e pegar a minha mochila cargueira que veio no porta malas do ônibus, a mesma estava extremamente molhada embaixo. Ao colocar nas costas a água escorria por dentro da minha calça, às 6h da manhã no friozin da terra da garoa. Estávamos com tanto sono que acabamos não questionando o copiloto, então não sei dizer o que houve, mas acredito que tenha sido o ar condicionado ou sei lá o que.

Mas resumindo, nós, que somos mais descolados e tranquilos, achamos bastante positiva a experiência de viajar de Buser e com certeza voltaremos a utilizar o serviço, agora se você é um pouco mais encanado, gosta de saber certinho das coisas e ter todo um suporte, talvez não se adapte muito ao formato deles, mas vale testar a experiência de viajar de Buser!

Aqui vai os nossos pontos positivos e negativos sobre a experiência no geral:

Vantagens:

– Custo x benefício muito bom
– Conforto das poltronas x valor investido bem atrativo
– Reservas feitas de forma simples e fácil por app
– Quanto mais pessoas vc indica, mais desconto vc acumula
– Pontualidade
– Todas as informações da sua reserva no celular


Desvantagens:

– O local de embarque e desembarque na maioria das vezes é meio que improvisado, então você não terá a estrutura de uma rodoviária mesmo, com banheiros, lanchonetes, seguranças, cadeiras e etc, pra nós isso não foi um problema, mas de repente pode ser para alguém.
– A escolha das poltronas é por ordem de chegada, então é bom chegar um pouquinho antes se você tiver preferência por algum assento.
– Não há placas de sinalização formais e os motoristas também não tem muitas informações além das mesmas que você tem no seu aplicativo, por isso o ideal é ser descolado e sair perguntando se tiver dúvida.
– Você mesmo tem que procurar o seu ônibus entre uma média de 10 a 15 ônibus e conferir o horário e a placa antes de pegar a fila, mas não tivemos dificuldade de achar o nosso e a fila pra entrar também não nos incomodou.
– Não ter bagageiro na parte debaixo do leito, mas nada que não possa ser resolvido com uma mochila de tamanho ideal.

E você já usou o Buser? Se ainda não experimentou esse novo jeito de viajar aproveite o nosso cupom de desconto para  economizar ainda mais na sua próxima viagem https://www.buser.com.br/convite/b15453 e não esqueça de alugar os equipamentos necessários para sua viagem ser completa sem gastar muito pra isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *